terça-feira, 30 de novembro de 2010

Pensamentos da Aviação #2

Se eu tivesse um "crachá" com este, tinha-o oferecido ao senhor do episódio anterior... Aliás, este tipo de pensamento devia virna versão de sinalética luminosa dentro do avião... Já que não se acendem luzes na cabeça de muita gente, podiam se acender bem na frente dos olhos, hum?! Um dia escrevo uma carta aberta à Airbus.. :)

Ju*

Mistérios da Aviação #1


Durante o embarque...

Passageiro: [visivelmente transtornado, anda para a frente a para trás, já com suores frios, aflito, com uma mochila, normal, estilo backpack, nas mãos, atrapalha-se cada vez mais...]

Assistente: (eu, portanto..): Posso ajudá-lo?


Passageiro: Arrghh... Pois, enfim.. Não sei se pode! Eu não sei onde vou pôr a minha mochila! Não há espaço em lado nenhum...!!

[Nota importante: para um comum passageiro, uma bagageira com duas mantas e três almofadas é uma bagageira perfeitamente inutilizavel, sendo que, arrumadas por profissionais do sector, digo, tripulantes, conseguem obviamente ser espacialmente optimizadas com todo o tipo de bagagem e ainda exceder o limite de peso estabelecido pelo fabricante.. ]

Assistente: Mas essa mochila cabe, por exemplo, debaixo da cadeira à sua frente, se não se importar de levá-la perto de si...

Passageiro: [abana a cabeça como se aquilo fosse uma ideia completamente absurda.. alguma vez aquela mala cabia debaixo da cadeira?! cabia um trolley, mas aquela mochila não..]

Assistente: [Dou a volta..] Mas se o senhor não se se sente confortável com a mochila aos seu pés vamos lá procurar aqui uma bagageira com espaço para essa..... [abro a primeira e...] Ora! [bingo!] Aqui está... Afinal tem aqui espaço, pode colocá-la aqui..

Passageiro: [Enche-se de nervos, sopra, bufa...abana ainda mais a cabeça ] Não...!! Aí não cabe. Mas como é que vai pôr a minha mala aí?!?

Assistente: [faz cara de parva, olha para os 2 casacos, para a mala de portátil e para o saco de souvenirs mal espalhados pela bagageira em causa, volta a olhar para o passageiro, delicadamente lança-lhe um olhar de "você está a gozar comigo?" pensa duas vezes de deve perguntar se a mala insufla depois da descolagem...] Não cabe? Ok... Eu de facto não a ia colocar aqui, mas já o que o senhor não parece ser capaz, não se importa de ma passar?

[ 1, 2, 3.. Puff! Mala arrumada. ]

Passageiro: Ah, isso estava era mal arrumado... Assim eu também conseguia. [pois, o raciocínio até lá é que tá quieto...]

Assistente: Pois estava... Da próxima vez, quando eu lhe disser que cabe, talvez queira acreditar em mim à primeira. [o senhor era jogador da bola..] E que eu para a bola não levo jeito, mas para bagagem...

Ju*

Está difícil...


Hoje entre a sesta e a ida à natação, não havia tempo suficiente para decorações natalícias. Aliás, ela foi bem clara "Tia, o meu pai veio buscal-me para eu ile à natação pol' isso não podemos fazel' a àlvole de Natal hoje!" E como o prometido é devido, sem ela não se faz, amanhã será?

Ju*

Hoje, o Natal chega cá a casa..


Porque ontem a recepção foi efusiva e vinha acompanhada por um "Tia! Chegaste! Vamos fazer a árvore do Natalinho, vamos?!". Confesso que por muito exausta que viesse, depois de muito avião, médicos, exames, sem uma hora de sono, com aquela ansiedade pintada de cabelos loiros e olhos azuis, que parecia estar há horas no cimo da escada há espera que eu abrisse a porta, estive quase, quase a ceder...

Ju*

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Mas como de Espanha nem bom vento...


... nem pouco! E hoje foi dia para esquecer... Que nunca me lembro de ter levado duas horas de voo de Barcelona até Lisboa. Isto porque, hoje foi sempre morro acima e contra o vento, no nariz do avião registavam-se, nas fases mais calmas, pelo menos rajadas de 330 klm/h...

Ju*

Espanhóis, os Inacreditávéis!


Ontem, pelo final da tarde, ao regressar ao hotel, em Barcelona, deparei, a par da restante tripulação com um cartaz que apelava à venda dos derradeiros bilhetes para o grande clássico entre o Barça e o Real... Para matar o bicho, lá fomos meter o nariz para tirar as teimas e resolver os bilhetes estavam mais para os 100 ou para os 200 euros. Pois que, espantem-se tanto quantos nós, quando ouvimos o preço: 600! Para amigos! Preço especial do hotel... Lá fora? Estão a 1000. Inacreditável... Crise? Só se for para alguns...

Ju*

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Aqui: - 1º

E a descer...

Mapa Europa (Detalhado)


Porque nós gostamos de facilitar, e já sabemos o que encontrar e onde, eis o mapa da Europa, gentilmente roubado ao bom colega F.A. Nós sabemos bem o que encontrar onde. E mais importante, o que esperar de lá... Mas para os novatos, dá sempre jeito saber destes "piquenos" detalhes. :)

Ju*

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Cartas ao Pai Natal (que, para quem ainda tem dúvidas, é o avô João)

Entre o acordar, eu ainda na cama, ela de roda das minhas coisas que eu, ainda enramelada,não fui a tempo de esconder, a conversa foi a seguinte:

Eva: Tia olha aqui (aponta para o lábio). Tenho um 'cadinho de cieiro... Posso por o teu baton?!
Tia: Mas esse baton é da Tia... Queres que a Tia te ofereça batons no Natal?!
Eva: Quero, Quero (Boa! pensei eu... esses já estavam comprados..) Mas queria outra coisa...
Tia: Ah... O quê?
Eva: Um computador igual a esse (aponta para o meu portátil)
Tia: Amor, mas estes computadores são só para as meninas crescidas.. Não podem ser para ti.
Eva: Oh Tia.. Mas o computador do Noddy que tu me deste não tem um rato igual a este!! (touch pad!!)
Tia: (cara de parva)
Eva: Mas não faz mal...
Tia: Não?!
Eva: Não tia fofinha (arghhh!), porque o que eu quero é um saco com DOIS OVOS SURPRESA!! Ou muitos, muitos!

Não é lindo? O sonho da minha sobrinha/afilhada é esbanjar-se toda a consoada no meio de ovos da Kinder. A mim sai baratinho, o que é bom. Mas mesmo assim, mau para a barriguitas. Mau para os dentes. Bom para o negócio da Dra. Marilene! :)

P.S. A avó passa-se, mas a menina, hoje com 33 meses, tinha apenas um ano e meio quando o Avô João vestiu o papel de Pai Natal. Para surpresa de todos, hoje ela não acredita que haja mais nenhum senão aquele! Logo, se lhe falarem no senhor das barbas brancas, não se surpreendam ao ouvir dizer "Pai Natal - Avô João" .. e se a convencerem do contrário levam com a nova a rematar: "O Pai Natal é o Avô João.. e acabou-se!!"

Bom dia alegria!

Hoje acordei tarde e a más horas, com um par de collants cheios de cor e uma mini-saia em cima de mim que dizia "Acolda Tia Joana, já não são horas de estar a dolmile!". Tinha Razão. Com algum desfasamento, fez um "Buuhh!" logo depois, isto porque ela vem sempre na ideia de me pregar um valente susto, mas ainda não entrou bem no esquema da coisa: vir em silêncio, fazer primeiro o "Buh!" e só depois dar os recados todos, essas coisas... Eu até sei onde é que é dificil: ela simplesmente não aguenta ficar calada...

Ju*

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Ontem foi assim



Chá e bolinhos. E muita lenha ardida. Tarde dentro. Para mim era dia especial e lá em casa da mana e da piscaruda não deixou de ser uma tarde temática! Isto porque já deixámos a fase da Hello Kitty, dos Little People, do Noddy e desses animados de quinta casa para dar lugar aos clássicos Disney! Verdade! Por isso vos digo, ontem, coincidência ou não, foi tarde de "Hapilly ever after", em dose dupla. Mérito para a tia, que subtilmente foi "metendo" a coisa... Porque ainda acredita que clássicos serão sempre clássicos. É que eu acredito, fielmente, que, de muitas fases, a de princesas e sapos é uma que não devemos deixar acabar...

Ju*

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Doce Novembro


Do Amor. Da Paixão. Do que senti por ti e pela cidade que conheci pelas tuas mãos, que me invadia o peito, me embriagava o sorriso. Da sempre Bela e Invicta cidade do Porto. De tudo o que me faz pertencer. De todas as memórias. De todas as recordações. E porque todo o grande Amor tem um berço. E o nosso nasceu aqui. Cresceu aqui. Será eternamente daqui. "Sempre meu. Sempre teu. Sempre Nosso."


Ju*

Já foi há três anos..

... que cruzámos o olhar pela primeira vez. E foi neste mesmo dia que, quase sem saber, acabámos por mudar toda a nossa vida.

Ju*

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A Mana esteve lá



Apesar das condições médico-dentárias não terem ajudado muito à festa, diz ela que foi muito giro. Eu só posso imaginar. Não pude ir. Que hoje deveria estar em Madrid, e já ontem devia ter dormido no Funchal, e, muito vento, chuva, e aeroporto fechado depois, acabei por ficar no Porto até agora. Bem, fiquei... Desolada! (aaahhh!) Agora a sério, imagino que a mulher seja, de facto um furacão. E, pensando bem, ainda bem que eu não fui. Ia sair de lá com a língua toda mordida de inveja daquela cintura... Rais'a parta!


Ju*

Pensamento do dia... no avião!


Ju*

Esta fica guardada para o próximo que me fizer perder a paciência...


Ju*

Nem de propósito


E porque eu até nem acredito em coincidências, agora há sempre um ou dois engraçadinhos a esticar a corda comigo no avião. O que eles não sabem, nem sonham, é que a minha agora estica muito pouco. O escaldão foi grande. Diz o marido que devem ser assíduos dessa bela série da RTP de certeza. Eu acredito, depois entusiasmam-se, dão largas à imaginação. Eu é que já não tenho muito saco, confesso. Já cansa. Se calhar, mudo de estratégia, o que dizem?

Ju*

sábado, 20 de novembro de 2010

Fim de Semana?

Para alguns... Para mim é dia de recomeço. E mau dia. Cimeira da Nato, atrasos, restrições do espaço aéreo... Barack Obama para a frente, Barack Obama para trás. Melhor mesmo é hoje ir fazer um Lisboa Porto e ter a sorte de esbarrar num Finlandês! Isso é que era serviço... Vamos lá então...

Ju*

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Mas nem tudo é mau!

Todo o merecido mérito a esta senhora! Que quando a ideia é passar promiscuidade, lá nisso não haverá melhor que ela. É que o papel assenta-lhe na perfeição. Eu desconfio que ela nem chega a representar. Valha-me nossa senhora...

Terei eu dito "Cliché"!?


Tenho que dizer, a propósito do post anterior que se ainda há quem acredite em clichés, pois haverá quem neles acredite e trabalhe em televisão... Acho absolutamente execrável a imagem que esta série transmite da classe. Neste caso, que também é a minha. Um atentado meus caros senhores, um atentado. É um perfeito absurdo a forma supérflua e aflorada como chamam de assistentes de bordo às acompanhantes de luxo ali retratadas. Apenas porque lhes vestem uma farda e as metem dentro de um avião. Sinceramente... É quem nem a farda! Que aquela trapagem está mais para os tubos de inox de um Bataclan do que estará para qualquer companhia aérea. Nota? Se algum dia quiserem saber como é a rotina diária uma tripulante de bordo, dentro e fora do avião, perguntem-me. Porque, estão a ver, mais ou menos o que se passa nesta referida série?! Pois, exacto, nada a ver!

Ju*

Quando se fala em campeões, lembram-se inevitavelmente os imbecis...

Sexual Harassment (def.): Unwelcome sexual advances, requests for sexual favors, and other verbal or physical conduct of a sexual nature that tends to create a hostile or offensive work environment.

Quando já não se julga existir gente imbecil que se ache campeã o suficiente para agredir sexualmente uma assistente de bordo e sair impune, eis que nos surpreendemos uma vez mais. Existe. Tal como existe quem pense que o álcool justifica alguma coisa. Pois para mim não só justifica muito pouco como não justifica nem desculpa rigorosamente nada! Muito menos que alguém decida que pode, deliberadamente, por a mão onde mais lhe aprouver. Além de assédio, agressão e ofensa de cariz sexual, é um atentado da pior espécie à dignidade humana, especialmente à condição feminina, para não falar na falta de respeito e de tudo o que isso envolva.

Afinal ainda existe o cliché da profissão, o achar que pode mais do que se deve, pisar a linha, tentar a sorte, para ver o que calha... Para alguns infelizes, ainda é uma hipótese. O grande azar foi ter calhado comigo... E não, não lhes caiu café nem chá em cima, afinal de contas, eu sou uma senhora bem formada e trabalho de saltos altos... Mas no desembarque acabaram por lhes cair em cima mais "fardas" do que aquelas que eles desejariam à partida...

"Só existem duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana. E não estou tão certo quanto à primeira" Albert Einstein

Ju*

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

VERDADEIROS CAMPEÕES


Foi o engenho de uma seleção transfigurada e a eterna magia da catedral......

A próxima eliminatória, com a Noruega, só pode ter bom prognóstico... vai ser lá!!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Talvez em jeito de despedida...

Porque amanhã termina a minha rotação de cinco dias aqui, na Finlândia. Hoje, em Helsínquia, nevou. :)

Ju*

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

E para quem não se lembra da Magda

Vai sempre a tempo de recordar :)

Da Finlândia

Aqui esperava-se frio, até neve. Bom, neve ainda não, mas o frio está cá. E devo dizer que aquele casaco e aquelas botinhas foram os euros mais bem gastos dos últimos tempos. Se antes eu passava frio, agora desconfio que até chego a ter calor! Juro pelos meus pézinhos quentes... E se foi coisa que eu nunca tive foi temperatura nos pés. Estou a adorar esta novidade. O que já não acho tão giro é a ausência de luz. Contas feitas, em UTC, hora de Lisboa portanto, hoje, às 13h40, em Helsínquia era de noite! E nisto meia hora depois recebo uma mensagem do marido que diz qualquer coisa como "Uffa finalmente vou almoçar...", e eu que já não via o sol há que tempos, fico meio prima da Magda (lembram-se?), confusa! Confesso que este tempo baralha. Ontem dormi mal, talvez porque tenho a sensação que se vive de noite, todo o santo dia é noite, toma-se o pequeno-almoço e tal, vai na volta uma pessoa descuida-se e almoça à luz da vela! Isto complica o sistema. Os finlandeses, coitadinhos, sofrem com isto. Não me admira. MAs também andamos sempre a ouvir o "Ah e tal, os escandinavos é que estão bem, eles não têm crise, não têm miséria..." Pois não. Mas também não têm sol! E isso nós temos! Tomaaaaaa!

Ju
*

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

A extravagância de hoje


Não. Não comprei nenhum canal de folclore transmontano. Mas abri os cordões à bolsa por uma boa causa: a luta contra o frio europeu! Pois que isto de andar pela Europa é muito giro, mas é de Maio a Setembro, porque nos restantes meses, valha-nos Deus. Ou Ele ou os senhores que desenham estas coisas quentinhas à prova de neve que custam os olhos da cara, o outro, e mais dois sacos de farinha... Mas vá. Era isso ou viver em comunhão de bens com as amigdalites e barotraumatismos, coisitas inversamente proporcionais à minha profissão. Depois disto, além de mais pobre, sinto-me finalmente mais preparada para ficar 5 dias em Helsínquia. Uma pequena ressalva ainda para a minha "piquena" aversão a estas coisas largueironas que nos fazem fazer pigmeus roliços, pelo menos a mim e ao meu metro e sessenta. Mas não fui de modas e vá de comprar um quispo (sempre adoreiesta palavra: quispo!) e umas botinhas estilo esquimó a fazer pandã. Tenho para mim que a minha mala para as estadias até ao Verão, está feita!

Ju*

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Estreei-me hoje

Nas compras de Natal. Assim, quase sem querer. Vamos lá ver se não foi só fogo de vista...

Ju*

Lá estarei!


Não, não.......esperem lá!! Não é praia, nem cenários idílicos, nem Méxicos, Cubas ou outra coisa parecida!! É mesmo Pavilhão Atlântico a 21 de Novembro onde a única coisa que vai ter parecido com o cenário da foto é a probabilidade de assistirmos a um verdadeiro furacão!!
Acho que não vai ser difícil arranjar companhia......masculina!!!
Bjs, mãe Tânia

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Mas houve algum jogo??

Ora muito bem: acho que ainda ninguém se lembrou de ver as coisas com outra perspectiva!! Nada como falar dos acontecimentos tal e qual como eles foram. Quem estava ontem sintonizado na sportv 1 a tentar assistir ao encontro entre o FC do Porto e o SL e Benfica, com toda a certeza que deve ter visto a mesma coisa que eu! NADA, absolutamente NADA.
Um jogo de futebol pressupõe que três equipas joguem: aquela que recebe, aquela que visita e a equipa de arbitragem. Eu ontem só vi duas a jogar alguma coisa. Em nenhum momento me apercebi que o Benfica, actual Campeão Nacional, estivesse a disputar uma partida de futebol! Mas qual futebol? Acham que aquilo foi algum jogo de futebol? Sinceramente? Acham mesmo que o campeão, em algum momento, jogou futebol? Não me parece! Eu, pelo menos, não vi......
Aquilo que eu vi foi 23 alminhas a correr dentro de 4 linhas (às vezes saíam p'ra fora!), sendo que, 11 delas, aquelas que visitaram, não sabiam muito bem porque é que estavam ali, a fazer o quê, uma espécie de amnésia acompanhada de incompetência e com um cheirinho a, sei lá como dizer........desorientação!! Tudo colectivo!! Será que eles pensavam que o Norte era pr'ó outro lado!!!
Enfim, com isto tudo eu pergunto: como é que é possível o Porto só ter conseguido marcar 5??? Andaram 90 e tal minutos a jogar contra quase nada e só festejaram 5 vezes? Mérito por terem feito aquilo que lhes competia?
Realmente, existe muita coisa que depende do ponto de vista. E o meu é este ;)
Beijinhos, mãe Tânia

Vamos lá......



Não havia nada melhor para festejar os anos com algum atraso, é certo, mas isso importa o quê comparado com potenciais 4 dias numa jóia do Báltico!?
Ó mana, faz lá uma forcinha que pode ser que dê!!!
BJS, mãe

Casamento em tempos de crise


Para quem já pensou nisto e, especialmente, para quem nem pensa em fazer isto! Financeiramente falando, claro... Já sabemos que um casamento, regra geral, dá trabalho e despesa. E os rios de dinheiro a que a coisa obriga, leva muita gente a desistir. Felizmente, para grandes males existem grandes ideias. A Winter Wedding é exemplo disso, oferecendo grandes ideias para o dia ser inesquecível e em conta! Fácil. É só escolher um dos 3 packs disponíveis e casar com 70% de desconto! Aqui ficam as sugestões de alguém que se dedica a realizar sonhos numa versão low-cost. :)


Espreitem aqui: Winter Wedding


Ju*

So true

domingo, 7 de novembro de 2010

E eu estou por aqui

Frankfurt, Alemanha.

Ju*

Hoje a mana faz aninhos..


Já lá vão 29 e não tarda são 30. De Frankfurt não pode seguir mais do que uma sms, e agora um post alusivo à data. E diz-me ela, quando lhe desejo um dia feliz, que estava a faltar eu... Em dias como o de hoje é o suficiente para me fazer secar a garganta da força que faço para não começar logo a chorar... Verdade é que as emoções estão na mais superficial camada da derme, mas não deixa de ser bom sentir que alguém dá pela nossa ausência. E neste caso particular, olhando a caminhada que percorremos de bebés até aqui, é gratificante ver que, apesar das diferenças, hoje somos irmãs. Irmãs como nunca fomos. Confidentes, cúmplices, amigas. Somos irmãs. E como já lhe disse hoje, se em tempos fomos gato e rato, hoje a minha vida não seria a mesma sem ela. Que é tantas vezes porto seguro, porto de abrigo. E que se veio tornando, como há muito assumo, o meu grande exemplo de vida.

Feliz Aniversário Mãe Tânia.

Ju*

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Como esta...


.. Que tocava no rádio quando, pela primeira vez, deixava a cidade do Porto. Ainda que na partida gritasse a vontade de ficar, comigo seguiam todas a borboletas que coubessem na barriga, e um turbilhão de emoções, pensamentos, e, não conseguindo esconder, já um sentimento. Uma sensação boa que desenha os lábios num sorriso largo que nos denuncia tanto quanto os olhos. Se foi à primeira vista? Foi. Fulminante. Certeiro. E não menos impossível.. Um doce Novembro. Que não mais se esqueceria, e acabou por nos deixar exaustos. Anos depois, rendidos. E hoje? Juntos.




Ju*

Ladies and gentleman, I present you: Mr Entertainment!


Não só uma excelente voz, como um anfitrião de peso. Não só um concerto, mas uma "festa", como o próprio o define. Apesar de não ter tido oportunidade de ouvir algumas músicas que, para mim, são as melhores entre as melhores, adorei. Tanto que, tivesse eu oportunidade, hoje estaria lá novamente.. Gosto dele. Gosto do jazz dele. Gosto da música dele. Gosto que muitas delas se associem às passagens mais marcantes e bonitas da minha vida. Gosto e gostei de me emocionar a ouvi-las..

Ju*